Mobilidade urbana é tema de Festival de Curtas que vai levar cinema para o Minhocão - São Paulo São

User Rating: 0 / 5


Um dos cinco maiores eventos do gênero em todo o mundo, o Festival Internacional de Curtas-Metragens de São Paulo chega a sua 26ª edição com a exibição gratuita de mais de 400 filmes dos mais variados países, em diversas salas de cinema da cidade de São Paulo: MIS, Espaço Itaú de Cinema – Augusta, CineSesc, Cinemateca, Centro Cultural São Paulo, Cine Olido e Cinusp.

A mostra, acontece do dia 19 a 30 de agosto, tem como tema a mobilidade urbana, que será retratada em diferentes programas e atividades, como um passeio ciclístico até o elevado Costa e Silva, o Minhocão, com projeção de curtas na fachada de um dos prédios da região; filmes brasileiros que abordam o trânsito e os deslocamentos urbanos; e uma seleção do Festival Internacional de Clermont-Ferrand, na França, com produções que têm a bicicleta como foco.

Do festival inglês de animação e curtas-metragens “Encounters” será apresentada uma seleção especial de curtas. O evento exibirá episódios da série “A Copa passou por aqui”, idealizada por Jorge Furtado, da Casa de Cinema, e dirigida por nomes como Ardiley Queirós e Lázaro Ramos, e também uma mostra de fotofilmes, com lançamento de livro de Marcello Tassara, realizador do primeiro fotofilme da ECA/USP. Entre os títulos selecionados para este ano, destaque para o vencedor da Palma de Ouro em Cannes em 2015, o libanês “Waves’98″, de Ely Dagher.

O cartaz


O cartaz oficial do 26º Festival Internacional de Curtas-Metragens de São Paulo é assinado pela artista Deborah Santiago.

"O tema do Festival deste ano é mobilidade por conta das movimentações políticas e culturais que têm acontecido em São Paulo e em todo o Brasil. Para não ter que escolher uma entre tantas pautas, preferi olhar para o palco destas movimentações: a rua. 

Fiz estudos com stencils, testes com mapas e assim encontrei o caráter rizomático que muito me interessa; em um olhar para a malha viária da cidade encontro veias dando movimento a um organismo, a vida que pulsa na "Selva de Pedra". 

Gosto deste caráter biológico em meu trabalho, mas gosto também das diversas interpretações que já escutei por aí..." diz a autora.

O Festival, fundado por Zita Carvalhosa é organizado pela Associação Cultural Kinoforum.

Confira a programação no site oficial: http://www.kinoforum.org.br/curtas/2015/