Rua Augusta, o endereço da diversidade paulistana - São Paulo São

Foto / montagem: Mariana D'Angelo.

Se fosse preciso escolher, entre tantas milhares de ruas e avenidas de São Paulo, uma que mais a representasse, eu não pensaria duas vezes: a Rua Augusta! Eclética e polêmica, gourmet e artística, moderninha e sofisticada. São dois lados com personalidades bem diferentes, e com certeza um deles vai te agradar!

Antes de começar a falar mais sobre a Rua Augusta, vamos mostrar algumas fotos que retratam a essência de um dos locais mais famosos da cidade de São Paulo. O conteúdo foi produzido pelo @jorge.hynd e está vinculado no Instagram Augusta, Meu Quintal. Vale a pena conhecer esse trabalho. Veja algumas imagens:

Tudo e mais um pouco no Baixo Augusta

Se antes o baixo Augusta era sinônimo de prostituição e erotismo, hoje essa é só uma das vertentes dessa via multifacetada. Da Paulista para baixo, caminhando sentido centro de São Paulo, é onde fica a maior mistura de perfis. Nas mesas dos botecos e nas filas das baladas tem de tudo: skatistas, hipsters, LGBT, tatuados, roqueiros, funkeiros, patricinhas, gringos, caretas e doidões. E isso é exatamente o que faz da Augusta especial, lá tem lugar pra todo mundo!

Quem vai pra comer tem um universo de opções interessantes como as deliciosas fatias d´O Pedaço da Pizza, os quitutes mexicanos do Tollocos ou da Taqueria La Sabrossa e o concorrido Athenas, que serve, entre outras coisas, especialidades da cozinha grega.

Os carnívoros podem apostar no tradicional Frevo ou na Hamburgueria 162, mas os veganos e vegetarianos também estão bem servidos com o Maoz, especialista em faláfel e o Sabor Mate, um balcão de esquina com doces e salgados tão deliciosos que nem parecem ser cruelty-free! Esse último inclusive fica em uma pequena vilazinha com ar de interior e lojas interessantes.

E se for difícil escolher uma coisa só, desça rumo ao Calçadão Urbanóide, um espaço ao ar livre com food trucks para todos os gostos.

Rua Augusta: o que fazer?

Tédio é uma palavra que passa bem longe da Rua Augusta! Prova disso é o Espaço Itaú de Cinema, que não só exibe filmes mais alternativos e menos hollywoodianos, como também tem uma livraria repleta de obras desejáveis e uma agradável cafeteria cheia de coisinhas gostosas pra comer enquanto espera a sessão começar.

Poucos quarteirões para baixo fica o Comedians, primeiro bar especializado em shows de comédia do Brasil! O preço não é muito engraçado, mas vale a pena dar uma chance para os comediantes da casa te fazerem sair com a barriga doendo de tanto rir!

Apesar de oferecer entretenimento para todos os gostos, as baladas alternativas há tempos roubam a cena no baixo Augusta. A galera do rock em especial se dá muito bem por lá. Embora tenham perdido o Inferno, uma das casas mais tradicionais, ainda têm boas opções, como o Clube Outs, onde rolam festas open bar aos fins de semana. A cena LGBT também é forte por lá!

E como tudo aqui tem que ser diferentão, é assim com os salões de beleza também! Espaços como o Circus Hair e o Retrô Hair transformaram a ideia de uma ida ao cabeleireiro em uma verdadeira experiência, com massagens, bebidinhas, espaços multiculturais e decorações temáticas.

Para melhorar ainda mais, a rua pode ganhar um espaço verde em meio à tanto concreto! O projeto do Parque Augusta está bem enrolado e o acordo entre prefeitura e as gigantes imobiliárias, hoje donas do terreno, pode demorar para sair. Mas é bem provável que daqui a algum tempo tenhamos mais um ótimo motivo pra descer a Augusta!

Esse lado da rua tem tanta coisa que é simplesmente impossível falar de tudo, mas essa lista da Folha de São Paulo conseguiu catalogar boa parte dos estabelecimentos de forma simples e interessante!

O lado sofisticado da Rua Augusta

Já do outro lado, sentido Jardins, a cena é bem diferente! Talvez por estar em uma região de ruas de comércio de alto padrão de São Paulo, tem um ar arrumadinho e um público mais sofisticado, mas sem perder a vibe Augusta.

Galeria Ouro Fino, no quarteirão entre a Lorena e a Oscar Freire, é um clássico paulistano! Todo mundo que curte um estilo mais diferente já deu uma rodada por suas lojas alternativas, mesmo que tenha saído de mãos vazias por causa dos preços!

E falando em moda, uma das maiores vantagens da rua Augusta é poder encontrar coisas únicas, diferentes e com personalidade! Isso vale para roupas, acessórios e objetos de decoração, geralmente de marcas artesanais. A Endossa trouxe o conceito de loja colaborativa para a região e inspirou outros espaços que seguem essa linha do tudo junto e misturado. E olha, é difícil sair de mãos vazias com tanta coisa maravilhosa!

El Cabriton, na esquina com a Alameda Jaú, também vale a visita! A loja de camisetas estilosas e acessórios tem todo mês sua fachada pintada por um artista diferente (e todo mês fica incrível!).

Assim é a queridinha Rua Augusta, uma única rua que consegue unir dois mundos diferentes. Que agrada ao mesmo tempo a galera do all star sujo e a do scarpin loubotin. Que tem a diversidade pulsando no vai e vem de suas calçadas.

Se você gostou desse post, pode conferir vários outros conteúdos no meu blog pessoal, o Quero Ir Lá

***
Por Mariana D'Angelo no blog Platão Promo.