Festival de Luzes de São Paulo segue com projeções nas árvores da Praça Victor Civita - São Paulo São

Iniciativa da Visualfarm, o Festival de Luzes de São Paulo – iniciado na útima sexta, 17, com projeção mapeada no Monumento às Bandeiras – prossegue neste final de semana (dias 24, 25 e 26 de agosto) Praça Victor Civita, em Pinheiros, com instalações dos artistas VJ Suave, Leandro Vigas e Roberta Carvalho.

Eles vão combinar tecnologias com suportes naturais para projeções e muitos efeitos de luz para transformar árvores e construções da praça em uma experiência imersiva. A praça estenderá seu horário de abertura para receber as projeções, que funcionarão das 19h até as 23hs.

De acordo com o curador do festival e responsável pela apresentação que fez o Monumento às Bandeiras se movimentar, Alexis Anastasiou diz que o evento “pretende valorizar os monumentos, praças e edifícios da cidade e também mostrar à população uma nova forma de relacionar-se com eles”.

O Festival começou com projeção mapeada no Monumento às Bandeiras. Foto: Samara Serantes.O Festival começou com projeção mapeada no Monumento às Bandeiras. Foto: Samara Serantes.

O Festival de Luzes de São Paulo termina nos dias 1 e 2 de setembro em plena avenida Paulista, onde os artistas João Pirolla e Elka Andrello farão uma vídeo-instalação projetada na fachada do Shopping Center 3, na esquina com a rua Augusta. A ideia é mostrar – e promover uma reflexão – sobre os encontros e desencontros de pessoas e das diferentes culturas que transitam pelas calçadas da avenida, por meio de projeções mapeadas e ilustrações que fundem a dimensão humana com a arquitetura. Esse espetáculo poderá ser apreciado das 19h às 24h.

O Festival combina tecnologias com suportes naturais para projeções e muitos efeitos de luz para uma experiência imersiva. Foto: Roberta Carvalho / Divulgação.O Festival combina tecnologias com suportes naturais para projeções e muitos efeitos de luz para uma experiência imersiva. Foto: Roberta Carvalho / Divulgação.Serviço

Evento: Festival Luzes de São Paulo
Curadoria: Alexis Anastasiou.
Próximas apresentações:
- Parque Victor Civita, Pinheiros, instalações criadas pelos artistas VJ Suave, Leandro Vigas e Roberta Carvalho nos dias 25, 25 e 26/8, das 19 às 23h.
- Shopping Center 3, avenida Paulista esquina com Rua Augusta, vídeo-instalação criada pelos artistas João Pirolla e Elka Andrello nos dias 1 e 2 de setembro, das 19h às 24h.
Entrada gratuita.

Sobre os artistas

VJ Suave

VJ Suave é uma dupla de artistas audiovisuais formada por Ceci Soloaga e Ygor Marotta, que moram em São Paulo e trabalham juntos desde 2009. Especialistas em arte digital utilizam animação quadro a quadro projetada na superfície urbana, combinando tecnologia com street art. Com suas obras, VJ Suave propõe um momento único de conexão entre o espectador e a cidade, misturando história animada e vida real. São as animações projetadas em movimento que fazem a narrativa ganhar vida. Elas são desenvolvidas a partir de desenhos feitos a mão e projetados de acordo com a arquitetura do espaço, iluminado paredes, árvores, prédios e outras superfícies.

Leandro Vigas

Leandro Mendes (VJ Vigas) iniciou sua pesquisa em performances audiovisuais na universidade em 2003, onde apresentou como conclusão do curso uma performance ao vivo misturando imagens com música. Em julho de 2012, ganhou o torneio internacional do VJs Videozone, na Polônia. Em 2013, conquistou o 1º lugar das três edições da competição VJ TORNA International, considerado a Copa do Mundo dos VJs, realizada na Cidade do México (México), Roma (Itália) e Cape Town (África do Sul), repetindo o feito em maio de 2014, na cidade de Istambul, na Turquia. Foi selecionado para o Amsterdam Light Festival 2013/2014 entre 50 inscrições de diferentes países, apresentando por cinco noites, na fachada da igreja Mozes en Aarronkerk, o centro histórico de Amsterdã. Foi o artista convidado do 1º Festival do Mapeamento do Rio, realizado no Rio de Janeiro em agosto de 2014. Foi selecionado para o Festival de Luz de Amsterdã 2014/2015 com o projeto Floating Bridge, um túnel LED flutuante.

Roberta Carvalho

Roberta Carvalho, nascida em Belém (PA), estudou artes visuais na Universidade Federal do Pará. Desenvolve trabalhos nas áreas de imagem, intervenção urbana e videoarte. Já participou de várias exposições individuais e coletivas no Brasil, França, Espanha e Martinica, como é o caso das mostras Periscópio – Zipper Galeria (São Paulo, 2016), 7ª Mostra SP de Fotografia (São Paulo, 2016), Visualismo – Arte, Tecnologia, Cidade (Rio de Janeiro, 2015), SP ARTE/FOTO (2014), Grande Área Funarte (São Paulo 2014), Pigments (Martinica, 2013), Festival Paraty em Foco (Paraty, 2012), Tierra Prometida (Barcelona, 2012), e Vivo Art.Mov (Belém, 2011).

***
Com informações da Voice Comunicação.



-->