Fonte dos Desejos, no Vale do Anhangabaú, receberá espetáculos de dança gratuitos toda quinta-feira - São Paulo São

Fonte dos Desejos, no Vale do Anhangabaú, vai receber toda quinta-feira, um espetáculo de dança. Foto:CRDSP / Divulgação. Fonte dos Desejos, no Vale do Anhangabaú, vai receber toda quinta-feira, um espetáculo de dança. Foto:CRDSP / Divulgação.

A Secretaria Municipal de Cultura, por meio do Centro de Referência da Dança, estreia o programa Dançando na Fonte. Toda quinta-feira, a Fonte dos Desejos, no Vale do Anhangabaú, vai receber gratuitamente um espetáculo diferente de dança, aproximando essa linguagem artística do espaço público, usando a cidade como cenário.

Nessa quinta-feira, dia 27 de junho, é a vez do espetáculo “O Poder da Música e a Serpente Encantada”, da Cia. Brasílica. A coreografia é inspirada em folguedos populares, trazendo personagens típicos do imaginário popular do nordeste e ritmos como o Cavalo-marinho e o Baque Solto. 

Em julho, são apresentados os espetáculos “Glocalidades – Antropofagia nossa de cada dia”, “Performance-Observatório”, “Canteiro de Obra” e “NUMcorre”.

Confira a programação completa:

O Poder da Música e a Serpente Encantada

Foto: Divulgação. Foto: Divulgação.

O público é guiado por um brincante contador de histórias que entre as rimas de cordel, entra no universo musical dos folguedos populares. Destacam-se personagens como a Banda Nordestina e seus pífanos, brincantes do boi, o Caboclo de Lança e os reis do Maracatu Nação. Ainda são mostrados neste espetáculo ritmos como o Cavalo-marinho e o Baque Solto, brincadeiras e jogos rítmicos com a participação do público, como Catira e Maculelê.

Quando: 27/06.
Onde: Fonte - Vale do Anhangabaú.
Horário: 17h30.
Gratuito.
Livre.

Glocalidades - Antropofagia nossa de cada dia

Foto: Divulgação. Foto: Divulgação.

Com um caráter improvisacional e interativo, o espetáculo é um encontro de música ao vivo e dança contemporânea-brasileira, trilhado a partir da inspiração nas culturas tradicionais brasileiras, configurando-se numa grande festa compartilhada entre o público e o elenco.

Quando: 04/07.
Horário: 17h30.
Gratuito.
Livre.

Performance-Observatório

A Performance-Observatório convida o espectador a desfrutar de instantes de suspensão do movimento em pausas, criando imagens e elevando gestos. Com a partitura de andar de olhos abertos e pausar de olhos fechados constrói, em tempo real, composições e ações comuns a todos nós. A Performance-Observatório oferece ao espectador a possibilidade de escolher como e de que lugar se quer olhar, ver e assistir, podendo fotografar, filmar, desenhar ou partir.

Quando: 11/07 (fonte dos desejos) e 13/07 (praça do patriarca).
Horário: 17h.
Gratuito.
Livre.

Oficina da Performance-Observatório

Aula com Beth Bastos. Foto: Divulgação.Aula com Beth Bastos. Foto: Divulgação.

Composição, visão e o sentido da imaginação | Olhar-ver-assistir. Uma abordagem sobre a composição, com o foco na visão, tato e escuta. Experienciar composições espontâneas sobre escolhas, ação, tempo e desejo a partir da improvisação e escuta do corpo.

Um trabalho com procedimentos e partituras que despertem e transformem nossos sentidos em movimento, praticando a edição em tempo real, sintonizando gestos num jogo de autopercepção que possibilita a descoberta de novos movimentos e composições no espaço, na relação com a arquitetura e com o outro. Coordenação de Beth Bastos.

Onde: sala plural – centro de referência da dança.
Quando: 11 e 13/07.
Horário: 14h às 16h.
Gratuito.
Livre.

Canteiro de Obra

Foto: Divulgação. Foto: Divulgação.

O bailarino explora o espaço levando em seu carrinho de mão as ferramentas do seu trabalho, levando o público a um canteiro de obra onde, além de se deparar com experimentações sonoras e rítmicas baseadas em uma construção civil, irá se surpreender com um operário que mergulha na sua rotina e utiliza suas essências culturais e artísticas como ferramentas criativas, construindo seu entorno e reconhecendo a ele próprio.

Onde: fonte dos desejos.
Quando: 18/07.
Horário: 17h30.
Gratuito.
Livre.

NUMcorre

Foto: Juninho Sendro. Foto: Juninho Sendro.

“NUMcorre”, é o mais novo trabalho do Núcleo Iêê, que compara e conecta o paradoxo entre a correria infantil e o corre do adulto, partindo do ponto de vista de moradores da periferia da cidade de São Paulo. Buscando conectar a dança, que tem sua base na capoeira, a música ao vivo e a poesia, o espetáculo propõe a todos um mergulho em sua criança interior.

Onde: fonte dos desejos.
Quando: 25/07.
Horário: 17h30.
Gratuito.
Livre.

***
Com informações da Secretaria Municipal de Cultura.



APOIE O SÃO PAULO SÃO

Ajude-nos a continuar publicando conteúdos relevantes e que fazem a diferença para a vida na cidade.
O São Paulo São é uma plataforma que produz conteúdo sobre o futuro de São Paulo e das cidades do mundo.

bt apoio





 
 
APOIE O SÃO PAULO SÃO

Ajude-nos a continuar publicando conteúdos relevantes e que fazem a diferença para a vida na cidade.
O São Paulo São é uma plataforma que produz conteúdo sobre o futuro de São Paulo e das cidades do mundo.

bt apoio