São Paulo celebra o Dia Nacional do Samba com extensa programação ao longo de dezembro - São Paulo São

Shows de Fabiana Cozza, Pagode da 27 e Virgínia Rosa integram a programação. Imagem: Divulgação.Shows de Fabiana Cozza, Pagode da 27 e Virgínia Rosa integram a programação. Imagem: Divulgação.

O Dia Nacional do Samba é celebrado no dia 2 de dezembro, em homenagem a um dos ritmos mais tradicionais do Brasil e porisso, ganha uma programação especial e gratuita na cidade de São Paulo. Durante todo o mês a cidade celebra a importância do gênero para a formação da identidade nacional, com destaque para o seu desenvolvimento na capital.

Realizado a partir do próximo dia 1º, as celebrações da data contam com mais de 65 atividades, incluindo shows, rodas de samba, seminário e sessões de cinema em 47 pontos em todas as regiões da cidade.

No dia 2, o espaço cultural mais nobre da cidade, o Theatro Municipal, abre as suas portas para o estilo musical. O Sambando no Municipal apresenta dez horas de atrações, que incluem shows de Fabiana Cozza, Germano Mathias, Demônios da Garoa, Nãnãna da Mangueira, Thobias da Vai-Vai, as Velhas Guardas das Escolas de Samba Nenê de Vila Matilde e Camisa Verde e Branco, a bateria da Mocidade Alegre, entre outras atrações. A iniciativa dá continuidade ao trabalho de aproximar o Theatro Municipal ao caráter multicultural de São Paulo, diversificando a programação do espaço.

A Velha Guarda da Escola de Samba Camisa Verde e Branco. Foto: Felipe Larozza / Vice.A Velha Guarda da Escola de Samba Camisa Verde e Branco. Foto: Felipe Larozza / Vice.

O palco, que tem com mestres de cerimônia o ator e sambista Ailton Graça e a jornalista Claudinha Alexandre, recebe também homenagens a artistas como Carlão do Peruche, Ideval Ancelmo, Laurinha da Embaixada Nenê Vila Matilde, Maria Helena (Rosas de Ouro) e Oswaldinho da Cuíca. Além disso, valorizando a história do samba paulistano, a Secretaria Municipal de Cultura entrega a placa Memória Paulistana à Lavapés, escola de samba mais antiga em atividade na cidade, fundada em 1937.

Na área externa do teatro, acontecem, a partir das 10h, rodas de samba e apresentações de cantoras como Jurema Pessanha e Adriana Moreira e o Grupo Feitiço de Mulher. Já no saguão nobre do Theatro, acontece o autêntico choro do Regional Mistura - Chorinho Silvillí.

Os Demônios da Garoa em cena do filme “Samba à Paulista” (2007), de Gustavo Mello. Imagem: reprodução.Os Demônios da Garoa em cena do filme “Samba à Paulista” (2007), de Gustavo Mello. Imagem: reprodução.

A Secretaria Municipal de Cultura ainda entregará a placa Memória Paulistana à Lavapés, escola de samba mais antiga em atividade na cidade, fundada em 1937.

Em parceria com a Spcine, o Dia do Samba também disponibiliza filmes na plataforma de streaming SpcinePlay, a partir do dia 2. São dois documentários: “Samba à Paulista” (2007), de Gustavo Mello, e “Lavapés: Ancestralidade e Permanência” (2017), do grupo de pesquisa de Performatividades e Pedagogias da Unesp. 

Acesse a programação completa por meio deste link.

***
Da redação com informações da Secretaria Municipal de Cultura.



APOIE O SÃO PAULO SÃO

Ajude-nos a continuar publicando conteúdos relevantes e que fazem a diferença para a vida na cidade.
O São Paulo São é uma plataforma que produz conteúdo sobre o futuro de São Paulo e das cidades do mundo.

bt apoio





 
 
APOIE O SÃO PAULO SÃO

Ajude-nos a continuar publicando conteúdos relevantes e que fazem a diferença para a vida na cidade.
O São Paulo São é uma plataforma que produz conteúdo sobre o futuro de São Paulo e das cidades do mundo.

bt apoio