'LATA 65'; graffiti para a terceira idade em São Paulo - São Paulo São


O projeto LATA 65 de enorme sucesso em Portugal, com destaque na mídia mundial chega a São Paulo, com oficinas que duram 5 dias no Sesc Santana.

O LATA 65, busca provar que conceitos como envelhecimento ativo e solidariedade entre gerações fazem a cada dia mais sentido, além de demonstrar que a arte urbana tem o poder de fomentar, promover e valorizar a democratização do acesso à arte contemporânea.

Ao  aproximar os menos jovens a uma forma de expressão artística habitualmente associada aos mais jovens, a proposta demonstra que a idade é só um número. Os alunos criarão coletivamente grafittis, tags e stêncils que serão aplicados no muro do jardim da unidade no final de semana.

O começo

A idealizadora Lara Seixo contou que o LATA 65, surgiu da constatação do universo que rodeava as intervenções que fizeram na Covilhã (Portugal), durante a primeira edição do Festival WOOL: havia sempre pessoas da terceira idade acompanhando o trabalho dos artistas durante horas e horas. Inclusive muitos acabavam dando fotos antigas, para inspirar os artistas.

Lara conta que depois disto, numa simples conversa de café com um colega do Cowork Lisboa, pensaram em montar um workshop de arte urbana para idosos e então tudo deslanchou.

A primeira edição do LATA 65 durou 5 dias, com uma introdução histórica sobre como surgiu o graffiti e sua evolução, o que é hoje a arte urbana, o que é aquilo que vemos pelas ruas, etc.

Depois cada senhor ou senhora criou um tag e fez o projeto do mesmo. Os dias seguintes foram de aprendizagem de todas as técnicas e trabalhos que se podem fazer na rua, desde o stencil, passando pelo marcador, ao spray e ao vídeo.

Com o projeto, eles querem mostrar o que todos deveriam saber: que a idade é só um número, que conceitos como envelhecimento ativo e solidariedade entre gerações fazem a cada dia mais sentido, que a arte urbana tem o poder de fomentar, promover e valorizar a democratização do acesso à arte contemporânea, pela simplicidade e naturalidade com que atinge as mais variadas faixas etárias, além de aproximar os menos jovens a uma forma de expressão habitualmente associada aos mais jovens.

Lara conta que eles superaram as expectativas. Os simpáticos senhores e senhoras fizeram tudo, desenho, corte co x-ato, spray. Participando da iniciativa estavam também os conhecidos artistas portugueses: Miguel Januário (MaisMenos)Adres Tosco.

No fim da primeira edição do LATA65, foi feito um mural com todo mundo. É de toda esta constatação que surgiu a proposta ao Orçamento Participativo de Lisboa, para que a galera possa repetir isto com mais grupos de idosos e por mais zonas, pela fórmula criativa (comprovada) de tratamento dos nossos idosos (que um dia também seremos).

Serviço
Oficina de grafitti / LATA 65 no Sesc Santana.
Turma I - De 29/9 a 4/10/15. 
Horário: 10h30 às 13h30.
Turma II - De 29/9 a 4/10/15.
Horário: 15h30 às 18h30.
Gratuito.

Com informações do Mistura Urbana e SESC.