Em novembro acontece o maior festival LGBT da América Latina em SP - São Paulo São


Entre os dias 11 e 22 de novembro a cidade de São Paulo receberá o 23° Festival Mix Brasil de Cultura da Diversidade, maior festival dedicado ao movimento LGBTQ da América Latina. Em 2015, o evento apresenta 138 filmes de 27 países, além de teatro, música, leitura dramática, performances e a 1ª Conferência Internacional [SSEX BBOX] & Mix Brasil. Nesta edição, o festival homenageará Suzy Capó, uma das fundadoras do Mix Brasil.

Inédito em São Paulo, o longa "Te Prometo Anarquia" (México-Alemanha) de Julio Hernández Cordón abre o festival no dia 11. Selecionado para os festivais de Locarno e Toronto e recentemente premiado como melhor longa latino-americano do Festival do Rio, a história da película gira em torno de Miguel, de família de classe média, e Johnny, de bairro humilde, que são skatistas e namorados. Para financiar seu estilo de vida, eles vendem o seu próprio sangue e de sua gangue a clínicas clandestinas, até que um grande trabalho para a máfia dá errado.

Também estão confirmados longas-metragens e documentários premiados recentemente em Festivais Internacionais de Cinema como Berlinale e Frameline, entre outros. Dentre eles, destaque especial para "Grandma" (EUA), de Paul Weitz, com Lily Tomlin e Laverne Cox; "Nasty Baby" (EUA), de Sebastián Silva, protagonizado pela atriz Kristen Wiig e ganhador do Teddy Bear de longa-metragem em Berlim; "Como Vencer no Jogo" (Sempre) (Tailândia/EUA/Indonésia), de Josh Kim, que concorre a uma vaga ao Oscar de melhor filme estrangeiro pela Tailândia; "Amor Eterno" (Espanha) de Marçal Forés, "Margarita com Canudinho" (Índia), de Shonali Bose; "Histórias de Nossas Vidas" (Quênia), de Jim Chuchu, vencedor do Teddy de melhor documentário em Berlim; e "Tab Hunter – Confidencial" (EUA), de Jeffrey Schwarz.  Este último é um documentário sobre a vida secreta do grande astro de Hollywood Tab Hunter, que estrelou filmes ao lado de Sophia Loren, Debbie Reynolds e Natalie Wood.

O Festival apresenta nesta edição sua maior seleção de curtas-metragens nacionais, escolhidos entre 370 inscrições. No total, serão exibidos mais de 50 trabalhos brasileiros, sendo 18 curtas em competição. O Mix Festival ainda premiará com o Coelho de Ouro o melhor longa-metragem brasileiro.  Os concorrentes, a maioria inédito na capital paulista, são "A Paixão de JL", de Carlos Nader,  "A Seita", de André Antônio,  "Âncora do Marujo", de Victor Nascimento,  "Califórnia", de Marina Person, "O Animal Sonhado", de Breno Baptista, Luciana Vieira, Rodrigo Fernandes, Samuel Brasileiro, Ticiana Augusto Lima e Victor Costa Lopes, "Quase Samba", de Ricardo Targino, Ralé, de  Helena Ignez, "TupiniQueens", de João Monteiro, "Vozeria", de Raphaela Comisso, "Yorimatã", de Rafael Saar.

O Mix Brasil ainda dedica parte da programação desse ano a mostra Mundo Mix América Latina, uma seleção especial de 8 longas e vários curtas latino-americanos. Entre os longas estão "Grisalhos" (Chile), de Claudio Marcone, melhor longa-metragem de estreia do Frameline São Francisco, “O Homem Novo" (Uruguai/Chile/Nicarágua), de Aldo Garay, "A Visita" (Chile), de Mauricio López Fernández (com a presença do diretor), "Carmim Tropical" (México), de Rigoberto Perezcano, "Juntos e Misturados" (Cuba/Espanha), de Nicolás Muñoz, "Liz em Setembro" (Venezuela), de Fina Torres, "Mariposa" (Argentina), de  Marco Berger e, "Te Prometo Anarquia".

Esta edição do evento acomodará, no Centro Cultural São Paulo, a primeira Conferência Internacional [SSEX BBOX] & Mix Brasil, com curadoria de Priscilla Bertucci. O evento, uma inédita parceria entre Mix Brasil e [SSEX BBOX], acontece de 17 a 22 de novembro e trará palestras, mesas de debates, e workshops com pesquisadores, ativistas, artistas, trabalhadores sexuais e pessoas que vivenciam questões relativas ao gênero e à sexualidade de forma não convencional.

Os longas e curtas serão exibidos nas seis salas disponíveis no Centro Cultural São Paulo, além do Cine Itaú Augusta e do Cine Sesc. Confira a programação completa clicando aqui.

Fonte: Revista Brasileiros.



APOIE O SÃO PAULO SÃO

Ajude-nos a continuar publicando conteúdos relevantes e que fazem a diferença para a vida na cidade.
O São Paulo São é uma plataforma que produz conteúdo sobre o futuro de São Paulo e das cidades do mundo.

bt apoio





 
 
APOIE O SÃO PAULO SÃO

Ajude-nos a continuar publicando conteúdos relevantes e que fazem a diferença para a vida na cidade.
O São Paulo São é uma plataforma que produz conteúdo sobre o futuro de São Paulo e das cidades do mundo.

bt apoio