O ano do Jerricã e da Pirralha

Nos últimos 10 anos, as Palavras do Ano foram “Enfermeiro”(2018), “Incêndios”, “Geringonça”, “Refugiado”, “Corrupção”, “Bombeiro”, “Entroikado”, “Austeridade”, “Vuvuzela” (Lembram da Copa de 2010?) e “Esmiuçar”.

Esta iniciativa da Porto Editora não é a única que destaca o papel e a força das palavras. O dicionário Priberan e a agência Lusa também acabam de destacar as palavras que mais marcaram 2019, entre elas, quem diria, “Pirralha”, proferida pelo presidente Bolsonaro. Vale dizer que quem fizer uma pesquisa nesta quarta-feira, dia 18 de dezembro, no site do Prebiran (https://dicionario.priberam.org/sobre.aspx) vai ver na nuvem de palavras mais pesquisadas os termos “Energúmeno” e “Rinha”. Que orgulho ver o Brasil ensinando tantas palavras para o mundo…

Imagem: reprodução.

A lista Priberan/Lusa tem como base as mais de 133 milhões de consultas feitas online. A retrospectiva está no site www.oanoempalavras.pt. que destaca as duas palavras mais buscadas em cada mês do ano, sempre associada a algum evento importante no país ou no mundo. O Brasil tem sido alvo da curiosidade dos portugueses, digamos assim, por fatos que acabaram sendo notícia por aqui também. Em janeiro, o acidente de Brumadinho fez saltar as pesquisas por “Mineradora”. Dois meses depois, a palavra mais pesquisada foi “Massacre”, graças aos dois ex-alunos  atiradores na escola em São Paulo. Em julho, só deu Brasil nas pesquisas: “Bossa-Nova”, por causa da morte de João Gilberto, e “Nepotismo”, graças mais uma vez ao presidente Jair Bolsonaro, que disse não ser nepotismo indicar o filho para a posição de embaixador do Brasil nos Estados Unidos. Agosto deu mais uma palavra para o Brasil: “Calhorda”, termo usado pelo Ministro da Educação para definir o presidente francês, na discussão sobre o fogo na Amazônia. Em novembro, o time do Flamengo e o título da Libertadores impulsionaram a busca por “Rubro-negro”. Por fim, “Pirralha”, a palavra do mês de dezembro para os portugueses, resultado dos comentários do presidente brasileiro sobre a jovem ambientalista sueca Greta. “Pirralha” foi também a palavra mais pesquisada em todo o ano de 2019. Ainda em dezembro, uma outra palavra, ainda que não dita por um brasileiro, foi o grande destaque para as pessoas aqui da terrinha: “Espúria”, falada pelo ex-primeiro-ministro José Sócrates para criticar a “aliança espúria entre justiça e jornalismo” no Brasil.

E você, conseguiria definir o seu ano em 10 palavras apenas?

Leia também: 

***
Marcos Freire mora com a família em Ovar, Portugal, pequena cidade perto do Porto, conhecida pelo Pão de Ló e pelo Carnaval. Marcos é jornalista, com passagens pelas principais empresas e veículos de comunicação do nosso país. Escreve quinzenalmente no São Paulo São.

 

 

Tags

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email
No data was found

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Categorias

Cadastre-se e receba nossa newsletter com notícias sobre o mundo das cidades e as cidades do mundo.

O São Paulo São é uma plataforma multimídia dedicada a promover a conexão dos moradores de São Paulo com a cidade, e estimular o envolvimento e a ação dos cidadãos com as questões urbanas que impactam o dia a dia de todos.