Paris planeja inaugurar espaços públicos em linha de trem abandonada

No entanto, na primeira metade do século XX, o número de passageiros da linha caiu devido à ascensão do automóvel, fazendo com que em 1934 a linha deixasse de realizar esse tipo de serviço. O caminho continuou sendo usado apenas para cargas até os anos 1980, quando, finalmente, os trens deixaram de circular por ela. 

Apesar de terem se passado quatro décadas desde sua desativação, os habitantes reconhecem o potencial de recuperar este espaço como um parque público, assim como ocorreu na Plantée Promenade

A transformação da linha se tornou viável quando, em 2008, foi aberto um trecho peatonal de 1,5km, apoiado pela Associação para a Preservação da Petite Ceinture, uma organização cidadã que buscava recuperar a linha férrea. 

Frente a esta demanda comunitária, a Prefeitura de Paris se uniu à Sociedade Nacional de Ferrovias Francesas (SNFC) e, em 2015, lançou um plano de recuperação da Petite Ceinture, buscando avançar na transformação desta antiga linha ferroviária em um espaço útil. 

Em 2015,a Prefeitura lançou um plano de recuperação da Petite Ceinture. Imagem: Prefeitura de París.

A iniciativa visa recuperar 23km, que atualmente estão em desuso, com base em quatro princípios: natureza, patrimônio, agricultura urbana e atividade econômica. Além disso, foi aberto um programa de oficinas que convida os cidadãos a conhecerem o lugar e fazerem parte como voluntários de jardinagem. 

Com isso em mente, foram definidos quatro trechos que seriam primeiramente recuperados: os distritos 12 (“Bel-Air Finca”), 14 (“Rue Didot”), 19 (“Rue Petit”) e 20 (“Rue de la Mare”); cada um deles servirá como nova estação de uso público.

Em cada um deles serão desenvolvidas iniciativas diferentes. Por exemplo, no distrito 12, a ideia é construir um jardim acolhedor que permita construir um novo espaços público para os habitantes. No distrito 14, busca-se conservar a biodiversidade do lugar, quase sem intervenções, enquanto que o distrito 19 será destinado a cursos, intervenções urbanas e oficinas organizadas pelos habitantes.

Finalmente, para o distrito 20 ainda não existem projetos definidos, porém, a equipe de arquitetos, paisagistas, organizações comunitárias e voluntários pretende definir em breve as propostas para esse trecho.

Distrito 12, Petite Ceinture. Foto: Jean Pierre Viguié / Prefeitura de París.

 

Distrito 19, Petite Ceinture. Foto: Jean Pierre Viguié / Prefeitura de París.

De acordo com a Prefeitura de Paris, os trechos serão inaugurados em etapas durante 2017, ao mesmo tempo em que serão pensadas propostas para outros cinco trechos. 

***

Por Constanza Martínez Gaete no Arch Daily. Tradução Romullo Baratto.

 

Tags

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email
No data was found

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Categorias

Cadastre-se e receba nossa newsletter com notícias sobre o mundo das cidades e as cidades do mundo.

O São Paulo São é uma plataforma multimídia dedicada a promover a conexão dos moradores de São Paulo com a cidade, e estimular o envolvimento e a ação dos cidadãos com as questões urbanas que impactam o dia a dia de todos.