Paris quer “assumir” a instalação do novo Vélib

A cidade de Paris vai ao resgate de Smovengo e “leva as coisas na mão” para pilotar a instalação do serviço de bicicletas Vélib na capital, cuja implantação ainda é muito atrasada.

Paris pretende salvar o Vélib. “Estamos levando as coisas em mãos com uma gestão muito mais bem controlada pela Cidade, no território parisiense, com equipes que direcionarão a instalação de estações”, disse Christophe Najdovski, assistente da EELV para Transportes Presidente da prefeitura de Paris, Anne Hidalgo. No jornal Daily Opinion, detalhando a recuperação em mãos, o deputado disse que era “urgente reparar o bar. O que queremos é o sucesso de Vélib ‘”.

Em Paris, o Vélib ‘de Smovengo fica no arranque http://www.lefigaro.fr/conjoncture/2018/03/01/20002-20180301ARTFIG00335-paris-veut-reprendre-en-main-l-installation-des-nouveaux-velib.php

O novo Vélib ‘do consórcio Smovengo, que assume o comando do grupo JCDecaux, está experimentando grandes fracassos, com várias estações operacionais – um pouco mais de 300 no final de fevereiro – longe do alvo original de 600 estações no 1º. Janeiro e 1400 no final de março, 20.000 Velib ‘incluindo 30% elétricos. As penalidades para o operador e os reembolsos aos assinantes já foram decididos.

»LEIA TAMBÉM – Em Paris, o monumental fiasco do novo Vélib ‘

De acordo com Christophe Najdovski, “engenheiros, técnicos da cidade serão colocados no projeto. Daremos prioridade à conexão à rede elétrica das estações existentes “, afirmou. De acordo com o representante eleito, os “bugs” do computador reclamados pelos clientes provêm de estações operadas por bateria, um processo implementado para compensar o atraso nas conexões à rede elétrica, que é mais delicado do que o esperado, como foi o caso da Smovengo.

A “Cidade de Paris está acostumada a trabalhar” com os vários contratados responsáveis ​​por obras rodoviárias ou conexões, “temos equipes, técnicos, engenheiros que sabem como realizar esse tipo de operações”, acrescentou o deputado.

legenda foto Le changement d’exploitant de ces 25.000 bicyclettes, opéré le 1er janvier, s’effectue dans la plus grande confusion. GUILLAUME SOUVANT/AFP

Tags

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email
No data was found

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Categorias

Cadastre-se e receba nossa newsletter com notícias sobre o mundo das cidades e as cidades do mundo.

O São Paulo São é uma plataforma multimídia dedicada a promover a conexão dos moradores de São Paulo com a cidade, e estimular o envolvimento e a ação dos cidadãos com as questões urbanas que impactam o dia a dia de todos.