Parlapatões: 25 anos da Palhaçarrrrrrria! Grupo celebra sua trajetória com três apresentações inéditas

A proposta é celebrar arte da palhaçaria e bufonaria, trazendo para o público a cada dia uma apresentação diferente, para ver, ou rever, um pouco da história desses artistas que há um quarto de século atuam e transformam a cena cultural paulistana.

O grupo começou sua trajetória em 1991,  apresentando números circenses na rua e passando o chapéu. O nome só surgiu no ano seguinte, com o espetáculo Parlapatões, Patifes e Paspalhões, que foi também a primeira tentativa de trazer elementos do teatro de rua e de circo para dentro de uma sala de espetáculo. Desde então, não pararam. Foram 25 anos, 60 espetáculos e milhares de espectadores nas ruas, nas praças, nos teatros e nos mais diversos espaços do Brasil e do exterior, inclusive no Espaço Parlapatões, criado em 2006, que é peça fundamental na revitalização da Praça Roosevelt, no Centro de São Paulo.

Hoje, formado por Hugo Possolo, Raul Barretto, Alexandre Bamba, Fabek Capreri, Hélio Pottes, Claudinei Brandão e Rodrigo Mangal, os Parlapatões chegam ao Sesc Consolação com a proposta de realizar uma festa em cena, como explica Raul Barreto, “Parlapatões: 25 anos da Palhaçarrrrrrria!! significa continuar comemorando nossa trajetória da maneira que mais gostamos e fazendo aquilo que mais me deixa vivo: estar diante do público fazendo palhaçadas”.

Foto: Divulgação.Então, para começar, nada mais apropriado que uma Parlapafesta!, na sexta-feira, dia 10 de março. Para essa apresentação os aniversariantes reuniram um repertório autoral, com algumas das cenas mais celebradas do grupo, como Águas Dançantes, dos espetáculos Clássicos do Circo e Stapafúrdyo, e Troglodita, de Nada de Novo.

No sábado à noite, é a vez dos Bufões em Cena, uma apresentação com picardia e humor ácido, que traz para o palco do Teatro Anchieta cenas de crítica social, política e performances tresloucadas, como Luta Dele Contra Ele Mesmo, do Nada de Novo, Palhaço-Bomba, de Proibido Para Menores e Romeu e Julieta, do PPP@Shkspr.BR.

Para encerrar, no domingo, tem Clássicos do Picadeiro. Um espetáculo voltado para a família, que reúne desde seus números clássicos até as criações mais recentes, entre eles, Passarinhos, dos espetáculos Piolim e Mix Parlapatões, além de As Colheres e Futebol, do Stapafúrdyo e do Clássicos do Circo.

 “Cada dia de apresentação, com roteiros diferentes, terá uma ênfase maior dos diferentes estilos de nossas peças que foram criadas a partir da figura clássica do palhaço, voltadas ao ambiente da festa e da alegria, que dividem a cena com nosso espírito bufônico, onde nossa expressão traz um humor mais ácido e provocativo”, explica Hugo Possolo.

Sobre os Parlapatões

Criados em 1991, os Parlapatões tem 25 anos de atividades, voltados para a comédia, utilizando técnicas circenses e de teatro de rua. Seus espetáculos circularam em diversas capitais do Brasil e desatacaram-se nos principais festivais nacionais e internacionais: FILO (Londrina), FIT (Belo Horizonte) e Porto Alegre em Cena, passando por outros países comoE.UA., Portugal, Espanha e Chile.

Paralelo às estreias e temporadas paulistanas, o grupo circula com seu repertório de espetáculos por todo o Brasil e pelo exterior. Mantém o Espaço Parlapatões no centro paulistano, conhecido por fazer parte da revitalização da Praça Roosevelt. Há 5 anos abriram o Galpão Parlapatões, espaço de ensaios e centro de treinamento circense.

Os Parlapatões estão indicados ao Prêmio Shell 2016 na categoria especial pela manutenção de seu repertório.

Serviço

Parlapatões: 25 anos da Palhaçarrrrrrria!

10/3, sexta-feira, às 21h – Parlapafesta! (Classificação indicativa: Livre).
11/3, sábado, às 21h – Bufões em Cena (Classificação indicativa: 12 anos).
12/3, domingo, às 18h  – Clássicos do Picadeiro  (Classificação indicativa: Livre).
Duração: 80 minutos

Sesc Consolação / Teatro Anchieta.
Rua Doutor Vila Nova, 245 – Consolação, São Paulo.
Telefone 3234-3000.

Quanto: R$ 40. R$ 20 (meia-entrada: estudante, servidor de escola pública, +60 anos, aposentado e pessoa com deficiência). R$ 12 (credencial plena: trabalhador no comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes). Ingressos à venda pelo Portal sescsp.org.br  e nas bilheterias do Sesc São Paulo.

Ps: O São Paulo São lembra: Dia 27 de março é o Dia Nacional do Teatro.

***
Fonte: Assessoria de Imprensa / Sesc Consolação.

Tags

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email
No data was found

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Categorias

Cadastre-se e receba nossa newsletter com notícias sobre o mundo das cidades e as cidades do mundo.

O São Paulo São é uma plataforma multimídia dedicada a promover a conexão dos moradores de São Paulo com a cidade, e estimular o envolvimento e a ação dos cidadãos com as questões urbanas que impactam o dia a dia de todos.