Paulo Mendes da Rocha vence Leão de Ouro em Veneza pelo conjunto da obra

Paulo Mendes da Rocha, um dos arquitetos mais celebrados da história do país, acaba de ser anunciado o vencedor do Leão de Ouro pelo conjunto de sua obra na Bienal de Arquitetura de Veneza.
 
Primeiro brasileiro a vencer o prêmio na mostra italiana, este ano comandada pelo chileno Alejandro Aravena, ele também venceu o Pritzker, maior reconhecimento mundial da arquitetura, há dez anos.
 
Mendes da Rocha foi escolhido pelos diretores da mostra italiana como homenageado deste ano por sugestão de Aravena, o primeiro arquiteto latino-americano a dirigir uma edição desta que é a maior exposição de arquitetura do mundo.
 
De acordo com Aravena, o “atributo mais marcante de sua arquitetura é sua atemporalidade”. “Muitas décadas depois de construídos, seus projetos resistem aos avanços do tempo, tanto em aspectos físicos quanto de estilo. Essa consistência estarrecedora é consequência de sua integridade ideológica e sua genialidade estrutural”, diz o chileno.
 
“Ele é um desafiador inconformado ao mesmo tempo que um realista apaixonado.” Aravena também destacou na justificativa pela escolha de Mendes da Rocha seu papel nos campos político, geográfico e social, além de ele ter servido de exemplo para gerações de arquitetos no Brasil e na América Latina.


MUBE, Paulo Mendes da Rocha, Sao Paulo, Brasil. Imagem: divulgação.
 
Mendes da Rocha, que receberá o prêmio em Veneza em 28 de maio, é um dos maiores nomes da escola paulista de arquitetura, reconhecido pelo estilo brutalista de suas construções, além de um profundo engajamento com ideais de esquerda. Entre seus projetos mais conhecidos, estão a reforma da Pinacoteca, uma intervenção no prédio de Ramos de Azevedo que resultou na instalação de enormes claraboias e uma circulação radical, o MuBE, e o ginásio do Clube Atlético Paulistano.


Pinacoteca, Paulo Mendes da Rocha, Sao Paulo, Brasil. Foto: divulgação.
 
Este último, construído em 1957, foi seu primeiro projeto a sair do papel. Mendes da Rocha também chamou a atenção pelo desenho do pavilhão brasileiro da Feira Internacional de Osaka, no Japão, obra de 1969 realizada em parceria com Flávio Motta, Júlio Katinsky e Ruy Ohtake. Mendes da Rocha inaugurou no ano passado seu Museu Nacional dos Coches, em Lisboa, primeira obra do tipo que realiza na Europa. Também está em construção o Cais das Artes, grande museu que desenhou para a cidade de Vitória, onde nasceu.

***
Texto de Silas Martí / Ilustrada da Folha de S.Paulo.

Tags

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email
No data was found

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Categorias

Cadastre-se e receba nossa newsletter com notícias sobre o mundo das cidades e as cidades do mundo.

O São Paulo São é uma plataforma multimídia dedicada a promover a conexão dos moradores de São Paulo com a cidade, e estimular o envolvimento e a ação dos cidadãos com as questões urbanas que impactam o dia a dia de todos.