Primeiro projeto habitacional feito com impressão 3D em concreto será construído na Holanda

As unidades foram desenvolvidas por uma equipe colaborativa que inclui o escritório Houben & Van Mierlo Architecten e a Eindhoven University of Technology, e será comprada e comercializada por uma empresa imobiliária após a conclusão.

A primeira casa será térrea com aproximadamente 95 m² e será seguida por quatro edifícios com mais pavimentos. Sua forma irregular é baseada em “blocos erráticos na paisagem”, e só é factível graças a flexibilidade da tecnologia de impressão 3D em concreto. 

Foto: Eindhoven University of Technology (TU/e).

Uma abordagem faseada para a construção permite que haja pesquisa e inovação nas construções seguintes. Os elementos da primeira casa serão impressos na Universidade, com o intuito de transferir todo o processo para o local de construção da quinta unidade.

 Foto: Eindhoven University of Technology (TU/e).

Este projeto representa oimpacto potencial que a tecnologia de impressão digital pode ter quanto empregada na construção civil em parceria com o setor industrial. O processo evidencia que é possível ter flexibilidade na construção e uma variedade de características, elementos e cores no mesmo edifício, ao mesmo tempo que aponta o impacto ambiental da construção, a partir da redução do uso de cimento, resultando em um decréscimo na emissão de CO2. 

Foto: Eindhoven University of Technology (TU/e).

Este projeto é a mais nova experiência de impressão 3D vinculada à Universidade de Tecnologia de Eindhoven, e caminha em conjunto com a construção daprimeira ponte de concreto construída com impressão 3D, em 2017. Além da Alemanha, a Holanda também está atuando na área, lançando a primeira ponte metálica construída por impressão 3D em Amsterdam.

Foto: Houben & Van Mierlo Architecten.

A primeira residência está prevista para ser ocupada a partir do meio de 2019. Para o projeto, o escritório Houben & Van Mierlo Architecten e a Eindhoven University of Technology trabalharam em parceria com o governo de Eindhoven, com o construtor Van Wijnen, o corretor Vesteda, a empresa de materiais Saint Gobain-Weber Beamix e a firma de engenharia Witteveen+Bos. 

***
Fonte: Eindhoven University of Technology (Inglês).

Tags

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email
No data was found

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Categorias

Cadastre-se e receba nossa newsletter com notícias sobre o mundo das cidades e as cidades do mundo.

O São Paulo São é uma plataforma multimídia dedicada a promover a conexão dos moradores de São Paulo com a cidade, e estimular o envolvimento e a ação dos cidadãos com as questões urbanas que impactam o dia a dia de todos.