Projeto permite visualização de patrimônios históricos de mais de 20 países em 3D

Tempo de Apolo em Portara, na Grécia, é um dos novos patrimônios que integram a plataforma do Google Heritage. Foto: Divulgação / Google.

Entre os novos monumentos online estão o Memorial Thomas Jefferson, nos Estados Unidos; a Catedral da Cidade do México; o Templo de Apolo, na Grécia; e o Túmulo de Tu Duc, no Vietnã. Além de comemorar um ano do projeto, a expansão também coincide com o Dia Internacional dos Monumentos.

Templo de Lukang Longshan, em Taiwan, inclui murais pintados, esculturas em madeira e o maior teto de madeira do país. Foto: Divulgação / Google.

“Nosso objetivo não é apenas preservar digitalmente os locais de patrimônio em risco, mas também disponibilizar histórias e dados que coletamos para futuras gerações de pesquisadores, educadores e estudantes”, afirmou, em publicação oficial, o CEO da CyArk, John Ristevski.

Imagem de alta definição do Templo de Apolo do século IV AC, na Grécia. Imagem: CyArk.

Um dos usos práticos do projeto é rememorar lugares históricos fechados ou destruídos, como foi o caso do Museu Nacional, que sofreu severo incêndio em 2 de setembro de 2018. O site oferece uma visita guiada online e gratuita com imagens capturadas pela plataforma Google Street View antes da tragédia.

Catedral do México foi fotografada por drones para montagem 3D no Open Heritage. Foto: Divulgação / CyArk. Neste ano, entraram na parceria mais duas instituições: o Historic Environment Scotland e a Universidade do Sul da Flórida. Ambas são organizações que vieram fortalecer o pilar do compartilhamento de dados 3D, forte premissa do projeto. Dessa maneira, ambos países-sede das instituições — Escócia e Estados Unidos — ganharam mais uma série de monumentos no banco de dados do projeto.

A catedral da Cidade do México foi danificada em um terremoto de 2017. Uma digitalização e uma foto de alta resolução permitem este modelo 3D composto. Imagem; Divulgação / Google.Além do site vinculado ao Google, o projeto também libera os dados para quem quiser explorar o banco de dados dos monumentos em 3D para fins de pesquisa, por exemplo. Eles estão disponíveis na página Open Heritage 3D.

***
Fontes: Haus e Mashable (Inglês).

Tags

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email
No data was found

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Categorias

Cadastre-se e receba nossa newsletter com notícias sobre o mundo das cidades e as cidades do mundo.

O São Paulo São é uma plataforma multimídia dedicada a promover a conexão dos moradores de São Paulo com a cidade, e estimular o envolvimento e a ação dos cidadãos com as questões urbanas que impactam o dia a dia de todos.