‘Tappan Zee‘, a ponte mais longa de Nova York com 5 km é aberta ao público

Renomeada após o falecimento de Mario M. Cuomo (pai do atual governador, que também foi governador do estado de Nova Iorque), a ponte de 5 quilômetros substitui a antiga ponte treliçada de aço de 61 anos, construída em um dos pontos mais largos do rio Hudson, conectando a cidade aos condados de Rockland e Westchester.

Cortesia do Gabinete do Governador de Nova York.

O projeto possui oito torres inclinadas de concreto com 217 metros de altura, a partir das quais os 192 cabos suportam às pistas principais. Mais de 110.000 toneladas de aço e mais de 250.000 metros cúbicos de concreto foram utilizados na construção do projeto, incluindo 6.000 painéis de pista de concreto pré-moldado. A estimativa é que passem 140.000 veículos diariamente pela ponte.

Cortesia do Gabinete do Governador de Nova York.

Quando estiver completa, a nova ponte contará com oito pistas de tráfego comum com outras quatro pistas adicionais de acostamento e para o fluxo de veículos de emergência – algo que a antiga ponte não possuía, gerando problemas de tráfego e atrasos frequentes. De acordo com o gabinete do governador, essas pistas extras também poderão ser usadas futuramente como espaço para BRT (Bus Rapid Transit) ou linhas de trens urbanos. Também estão incluídos no projeto final, uma ciclovia e um passeio para pedestres.

Cortesia do Departamento e Estradas do Estado de Nova York (New York State Thruway Authority).

Cortesia do Departamento e Estradas do Estado de Nova York (New York State Thruway Authority).

A ponte é um dos maiores projetos de infraestrutura já realizados através de um processo de construção baseado na rapidez e redução dos custos totais. Realizado através de um consórcio de empresas conhecidas como Tappan Zee Constructors, o projeto está cumprindo o cronograma de obras e está custando US$ 1 bilhão a menos do que a previsão inicial.

Cortesia do Gabinete do Governador de Nova York.A ponte leste continua em construção e tem conclusão prevista para 2018.

***

Por Patrick Lynch no Arch Daily, com informações do Gabinete do Governo de Nova York e The New York Times.

 

Tags

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email
No data was found

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Categorias

Cadastre-se e receba nossa newsletter com notícias sobre o mundo das cidades e as cidades do mundo.

O São Paulo São é uma plataforma multimídia dedicada a promover a conexão dos moradores de São Paulo com a cidade, e estimular o envolvimento e a ação dos cidadãos com as questões urbanas que impactam o dia a dia de todos.