TX eCity: icônicos táxis pretos de Londres, já circulam com emissão zero de poluentes

Construídos pela Companhia de Veículos Elétricos de Londres (LEVC), os novos táxi tem uma autonomia de 80 milhas rodando na eletricidade, embora suas baterias possam ser carregadas pelo seu gerador a gasolina tendo um alcance máximo de cerca de 400 milhas.

Sob as regras da Transporte para Londres (TfL), definidas desde 1 de janeiro de 2018, os novos táxis precisarão ser elétricos ou capazes de produzir zero emissões para serem autorizados a circular daqui para frente. Combinado com um limite de idade de 15 anos, isso significa que os últimos táxis a diesel devem desaparecer de Londres até 2032.

O sistema ainda pode fazer com que os motoristas economizem mais de 100 libras esterlinas (R$ 400) por semana em comparação com os atuais táxis de diesel, disse um porta voz da LEVC. 

Atualmente há 10 milhões de veículos a diesel no Reino Unido. Em 2000, eram 3,2 milhões. Os elétricos só correspondem a 1% das vendas nos dias de hoje.

O TX eCity

A cabine do novo táxi londrino. Foto: LVEC.

Dentro do veículo, os passageiros encontram assentos para seis pessoas e recursos modernos, como Wi-Fi, portas USB para dispositivos móveis e tomadas de energia para laptops.

O táxi ainda mantém o ambiente dentro do veículo limpo usando um sistema de filtros múltiplos que remove gases e partículas do ar na entrada. Outras medidas para bloquear o ar frequentemente sujo de Londres incluem um sensor de qualidade do ar que fecha a entrada de ar externa se detectar níveis elevados de poluição no exterior.

O veículo também incorpora sistemas de segurança ativos e passivos, como avisos de colisão direta, frenagem de emergência autônoma e assistência de freio de emergência. 

Pelos cálculos oficiais são esperados 9 mil black cabs elétricos funcionando até 2021. Foto: LVEC.

Pelos cálculos oficiais são esperados 9 mil “black cabs“ elétricos funcionando até 2021. Foto: LVEC.

O custo do veículo é de 55 mil libras, algo em torno de 254 mil reais. Mas um plano de financiamento que custa 177 libras (R$ 400) por semana durante um período de cinco anos será a opção provável para muitos – se comparada ao antigo táxi preto com propulsão a diesel que custa 167 libras por semana ao longo de quatro anos.

Anna Jones, uma ativista de ar limpo no Greenpeace, disse: “O Reino Unido agora pode se orgulhar de ter produzido a London EV Company e sua atitude progressiva em relação à limpeza do ar e à redução de emissões.

O modelo TX com tecnologia chamada de eCity, que garante a emissão zero de poluentes, sendo carregado. Foto: LVEC.

A LEVC já recebeu mais de 200 pedidos para o novo táxi, e prevê-se que, no final de 2020, 9 mil dos 23 mil táxis pretos de Londres serão veículos rodando com zero emissão. Steve McNamara, secretário-geral da Licensed Taxi Drivers Association, descreveu recentemente o TX como “um veículo fantástico”, acrescentando que poderia ajudar a persuadir os londrinos a mudar para veículos “elétricos, limpos e verdes”.

Assista o vídeo do projeto TX.

***
Da Redação com informações London EV Company.

 

 

Tags

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email
No data was found

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Categorias

Cadastre-se e receba nossa newsletter com notícias sobre o mundo das cidades e as cidades do mundo.

O São Paulo São é uma plataforma multimídia dedicada a promover a conexão dos moradores de São Paulo com a cidade, e estimular o envolvimento e a ação dos cidadãos com as questões urbanas que impactam o dia a dia de todos.