‘Uma Cidade, Muitas Mãos’: as identidades da cidade na IV edição da Jornada do Patrimônio

De espaços consagrados pela prática de capoeira aos palacetes de Higienópolis, das ruas do Bixiga ao Morro da Querosene, as caminhadas levarão os participantes a uma visão mais aprofundada, algo fundamental para uma melhor compreensão do DNA da cidade. Também estão previstas palestras, visitas a imóveis e apresentações artísticas por toda a capital paulista.

Os grupos que ajudaram a construir o patrimônio da cidade serão o foco da quarta edição do evento. Se as obras, construções e lugares são o foco geral, desta vez a Jornada se volta àqueles que ergueram com as mãos todo o conjunto que faz parte da identidade paulistana.

De acordo com a assistente técnica Cristina Fongaro, do Turismo Social, “a Jornada do Patrimônio 2018 é um convite para refletirmos sobre o papel dos bens culturais na formação desta identidade ao longo de sua história”. Como se sabe, São Paulo é terra de índios, portugueses, africanos, italianos, espanhóis, asiáticos, nordestinos.

Povos que participaram da formação cultural da cidade, constituindo seus modos de habitar e viver em diferentes épocas desde sua fundação. Embora esses entrelaçamentos multiculturais tenham ocorrido por toda a parte na cidade, nem sempre são visíveis. “A Liberdade, por exemplo, é conhecida como tradicional bairro japonês. Entretanto, menos conhecido é o fato de que a região também foi uma rota de fuga para escravos e, portanto, parte importante da memória negra”, cita Cristina. Ainda de acordo com ela, a temática deste ano, “Uma Cidade, Muitas Mãos”, pretende contribuir para trazer à luz a memória dos povos que ajudaram a construir a cidade, porém nem sempre representados.

Casa de Dona Yayá, construída por volta de 1870, hoje é sede do Centro de Preservação Cultural da Universidade de São Paulo. Foto: Divulgação.

São histórias como essa que a Jornada do Patrimônio ajudará a desvendar. Histórias que deram vida a uma “paulistanice” tão rica e intensa. Enfim, nosso DNA.

A jornada

A Jornada do Patrimônio busca sensibilizar a população paulistana para a importância de seus bens culturais. Também é uma forma de diálogo do DPH (Departamento do Patrimônio Histórico) com a população, promovendo o alargamento desse campo do conhecimento. Neste ano, o evento irá refletir sobre os diversos grupos que constituiram o patrimônio cultural da cidade de São Paulo e formaram a identidade paulistana.

A programação completa do evento pode ser consultada em jornadadopatrimonio.prefeitura.sp.gov.br

***
Da Redação com informações SMC / SP.

 

 

Tags

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email
No data was found

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Categorias

Cadastre-se e receba nossa newsletter com notícias sobre o mundo das cidades e as cidades do mundo.

O São Paulo São é uma plataforma multimídia dedicada a promover a conexão dos moradores de São Paulo com a cidade, e estimular o envolvimento e a ação dos cidadãos com as questões urbanas que impactam o dia a dia de todos.