Viena supera Melbourne e lidera lista de melhores cidades para viver, segundo a The Economist

A conclusão é do ranking The Global Liveability Index, da The Economist, que analisa as condições de moradia e qualidade de vida em 140 cidades do mundo levando em conta 30 quesitos em cinco categorias diferentes: estabilidade, saúde, educação, infraestrutura, cultura e meio ambiente.

A capital da Áustria superou Melbourne, na Austrália, que foi campeã por sete anos consecutivos. Outra novidade este ano é a presença de duas cidades asiáticas entre as dez primeiras posições: Osaka (3º) e Tóquio (8º), ambas no Japão.

Melbourne, na Austrália, liderava a lista há 7 anos. Foto: The Australian.

Mas o que faz de Viena uma cidade tão especial, além de ser uma cidade recheada de história, arte e música? Bem, a capital tem números quase perfeitos nas métricas de bem-estar. Em uma pontuação que vai de 1 a 100, a capital marcou 99 pontos.

As 10 melhores cidades do mundo para viver em 2018

1. Viena, Áustria.

2. Melbourne, Austrália.

3. Osaka, Japão.

4. Calgary, Canadá.

5. Sydney, Austrália.

6. Vancouver, Canadá.

7. (empate) Toronto, Canadá.

7. (empate) Tóquio, Japão.

9. Copenhague, Dinamarca.

10. Adelaide, Austrália.

População

Graben, movimentada rua de compras só para pedestres no centro de Viena, Áustria. Foto: iStock.

É a primeira vez que Viena lidera o ranking. De acordo com a Economist, a cidade tem uma população de 1,9 milhões de habitantes, o que é um número relativamente pequeno em comparação com outras metrópoles da lista.

A menor densidade populacional, ainda, “permite mais atividades recreativas sem levar a níveis altos de crime e sem sobrecarregar a infraestrutura”, diz o texto do estudo.

O relatório classifica algumas cidades como “vítimas de seu próprio sucesso”, que de tão populares sofrem com problemas de trânsito e violência. Isso faz com que Paris ocupe a 19ª posição, Londres a 48º e Nova York a 57º.

Segurança

Fator primordial de análise no relatório, os níveis em segurança melhoraram e foram responsáveis por alavancar Viena na lista. No último ano, após alertas de terrorismo, a cidade promoveu estratégias para lidar com as taxas de violência.

Habitação

Outra vantagem de Viena está em relação aos preços e qualidades de moradias na cidade. A prefeitura austríaca investiu em programas de moradias subsidiadas e isso fez diferença no custo de aluguel em relação a outras capitais europeias.

As 10 piores cidades do mundo para se viver em 2018

Damasco é a capital da Síria, e um dos 14 distritos do país. Foto: Getty Images.

1. Damasco, Síria.

2. Daca, Bangladesh.

3. Lagos, Nigéria.

4. Karachi, Paquistão.

5. Porto Moresby, Papua-Nova Guiné.

6. Harare, Zimbábue.

7. Trípoli, Líbia.

8. Duala, Camarões.

9. Argel, Argélia.

10. Dakar, Senegal.

***
Fonte: The Economist (Inglês).

 

Tags

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email
No data was found

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Categorias

Cadastre-se e receba nossa newsletter com notícias sobre o mundo das cidades e as cidades do mundo.

O São Paulo São é uma plataforma multimídia dedicada a promover a conexão dos moradores de São Paulo com a cidade, e estimular o envolvimento e a ação dos cidadãos com as questões urbanas que impactam o dia a dia de todos.