Festival Pauliceia Literária mistura crimes e política

A segunda edição da Pauliceia Literária está mais política e um pouco menos policial. O festival bienal trará a São Paulo, a partir desta quinta (24), escritores de destaque da literatura nacional e internacional contemporânea. Criado com o intenção de ser uma espécie de Flip – a festa literária de Paraty – paulistana, o evento teve a primeira edição, em 2013, norteada pela literatura policial.
 
O festival é organizado pela Associação dos Advogados de São Paulo. Neste ano a temática continua presente –como na homenagem a Luiz Alfredo Garcia-Roza, um dos principais nomes da literatura policial no Brasil –, porém em menor escala, cedendo espaço para debates mais diversos.
 
A política é pano de fundo de mesas como a que reunirá, na sexta (25), às 17h, o cubano Leonardo Padura e o argentino Martín Kohan, sob o tema “Estado de Exceção”. 

 
“Acho que não há uma tônica dominando, mas é difícil pensar literatura sem a questão politica estar presente”, diz o jornalista Manuel da Costa Pinto, curador desta edição e colunista da Folha. 
 
“Padura e Kohan falam de uma experiencia traumática como os regimes de exceção, mas a política aparece inevitavelmente em outros debates.” 
 
Costa Pinto cita a mesa com o moçambicano Mia Couto e o angolano Agualusa, da qual será mediador. “Eles foram convidados por uma questão literária, mas vêm de países de descolonização muito recente, o que foi determinante para a literatura.” Os ingressos para este encontro estão esgotados. 
 
Destaques da programação 
 
Quinta-feira (24) 
 
11h – Abertura Adriano Schwartz e Patrícia Melo debatem a obra de Luiz Alfredo Garcia-Roza, homenageado neste ano.
15h – Memória da ficção, ficção da memória O casal Ruy Castro e Heloisa Seixas fala sobre “O Oitavo Selo”, no qual Seixas mistura ficção e realidade para narrar os confrontos de seu marido. 
 
Sexta-feira (25) 
 
17h – Estados de Exceção O cubano Leonardo Padura e o argentino Martín Kohan falam sobre os resquícios de ditaduras no presente. 
 
Sábado (26) 
 
11h – Guetos Poéticos A argentina Tamara Kamenszain e o gaúcho Leandro Sarmatz debatem poesia no último dia do evento. 
 
Serviço
Paulicéia Literária.

Quando: 24, 25 e 26/9.
Onde: Associação dos Advogados de São Paulo, r. Álvares Penteado, 151.
Quanto: de R$ 15 a R$ 32, ingressos pelo site do evento.
 
 

Tags

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email
No data was found

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Categorias

Cadastre-se e receba nossa newsletter com notícias sobre o mundo das cidades e as cidades do mundo.

O São Paulo São é uma plataforma multimídia dedicada a promover a conexão dos moradores de São Paulo com a cidade, e estimular o envolvimento e a ação dos cidadãos com as questões urbanas que impactam o dia a dia de todos.