6 Lugares históricos para conhecer numa visita guiada

Normalmente, só fazemos visitas guiadas em museus e casas históricas quando estamos viajando.  Que tal ser turista na própria cidade e conhecer lugares que respiram cultura, arte e história dentro de São Paulo? O melhor é que as visitas guiadas são gratuitas. Veja as sugestões e agende sua visita.

Fundação Ema Klabin

Foto: divulgação.

O Jardim Europa concentra vários museus como o MIS, Mube e também a casa-museu a Fundação Ema Gordon Klabin. Às sextas e sábados, promove visitas monitoradas gratuitas. O acervo tem mais de 1.500 obras, entre pinturas do russo Marc Chagall e do holandês Frans Post, dos modernistas brasileiros Tarsila do Amaral, Di Cavalcanti, Portinari e Lasar Segal; talhas do mineiro Mestre Valentim, mobiliário de época, peças arqueológicas e decorativas.  Inspirada no Palácio de Sanssouci, em Potsdam, Alemanha, a casa-museu de 900 m² foi construída na década de 50 pelo engenheiro e arquiteto Ernesto Becker. O museu também tem uma agenda cultural. Aos sábados, às 16h30, conta com shows variados além de palestras, encontros com artistas, exposições, cursos, e oficinas. A programação cultural pode ser conferida pelo site.

Datas e horários: Terça a sexta: às 14h, 15h, 16h e 17h. Sábados de show: 14h às 16h30.
Agendamento: De segunda a quinta as visitas monitoradas devem ser agendadas pelo telefone ou pelo site http://www.emaklabin.org.br/ 
Às sextas-feiras e sábados de show as visitas não necessitam agendamento.  
De terça a quinta: R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia). Sextas e sábados de show: entrada gratuita.

Fundação Ema Klabin
Rua Portugal, 43, Jardim Europa.
Tel.: (11) 3897-3232.

Faculdade de Direito da USP

Foto: USP / Divulgação.

Localizado no centro da São Paulo, no Largo São Francisco, o prédio da Faculdade de Direito da USP é tombado como patrimônio histórico do Estado de São Paulo. Seu edifício tem vitrais, mobiliários, bustos, corredores e salas, que contam partes importantes da história política e cultural do Brasil. A única desvantagem é que as visitas são realizadas somente durante a semana. Neste local formaram-se grandes nomes da história como Rui Barbosa, Monteiro Lobato, Castro Alves, Prudente de Moraes, entre outros.  As monitoras contam histórias e curiosidades sobre a faculdade. Aqui também fica o Monumento ao Soldado Constitucionalista, construído em homenagem aos estudantes da faculdade que morreram na Revolução de 32. O percurso passa por espaços como o Salão Nobre, o depósito da Biblioteca, uma das mais antigas da cidade e com obras raras e também a congregação.

As visitas acontecem na última sexta-feira de cada mês a partir das da 14h30 com duração de 2 horas. As inscrições são feitas por telefone ou e-mail.

Faculdade de Direto da USP
Largo São Francisco, 95, Centro – metrô Sé.
Tel.: (11) 3111-3053.

Tribunal de Justiça de São Paulo

Foto: Wikimedia Commons.

Projetado por Ramos de Azevedo, sua construção demorou 13 anos e foi inaugurado em 1933. O prédio é um dos mais bonitos da cidade e fica na Praça Clóvis, ao lado da Praça da Sé. O Salão Nobre e a biblioteca foram todos restaurados e foram reabertos ao público no final de 2015. Os detalhes, móveis e monumentos encantam os visitantes. O Salão Nobre é utilizado para cerimônias de posse, eleições no Tribunal de Justiça, os móveis de jacarandá impressionam pelos detalhes e riqueza.  A sala é emblemática porque aqui acontecem os julgamentos mais importantes do Tribunal de Justiça.  Na sala é possível observar pinturas de pó de ouro com símbolos da justiça, peças originais, e vitrais coloridos que amplificam a luminosidade. A biblioteca também é imponente, onde os estudantes vem estudar e conta com um acervo histórico na área jurídica.  

Para visitas monitoradas, é necessário um grupo mínimo de 20 pessoas. A visita é gratuita, com início às 13h30 e duração prevista de aproximadamente 3 horas. A visita poderá ser realizada de forma individual e livre (sem monitoria), de2ª a 6ª feira, das 12h30 às 18h.

Tribunal de Justiça de São Paulo
Praça Clóvis Bevilacqua, s/nº – Centro, metrô Sé.
Tel.: (11) 3117-2615.

Edifício Matarazzo

Foto: José Cordeiro / SPTuris.

Desde o final de 2015, o edifício Matarazzo, sede da Prefeitura de São Paulo, abriu para visitas monitoradas.  Paulistanos e turistas agora podem conhecer este marco histórico da cidade em uma hora e saber suas histórias e curiosidades.  Aberto no final de 1930, o edifício foi sede de uma das indústrias da família Matarazzo, uma das mais ricas da cidade, até 1972, quando foi vendido ao Grupo Audi. O prédio em estilo neoclássico tem 14 andares e, no terraço, há um jardim com mais de 400 plantas e um pequeno lago com carpas completando um belo projeto paisagístico.

Para agendamento: Os interessados em fazer o tour pelo prédio da Prefeitura devem fazer o agendamento prévio pelo e-mail até às 14h do dia anterior. As visitas acontecem de segunda a sexta-feira, às 15h, 17h e 19h e aos sábados, às 10h e às 14h.

Edifício Matarazzo
Viaduto do Chá, s/no – Centro – Metrô Anhangabaú.

Sala São Paulo

Foto: Tuca Vieira.

Os concertos da Sala São Paulo já fazem parte da agenda cultural da cidade, o que muitos talvez não saibam é que é possível conhecer o prédio onde fica a Sala São Paulo numa visita guiada. Aos domingos tem Concertos Matinais às 11h com entrada gratuita e às 13h começa o passeio dentro do edifício com o monitor.  As visitas são feitas com agendamento antecipado. Antiga sede da Estrada de Ferro Sorocabana e patrimônio histórico da cidade, a construção é rica em detalhes e história. O que mais impressiona é a sala de espetáculos.O forro acústico móvel é composto por 15 painéis no teto que podem ser rebaixados para alterar o volume no interior da sala, ajustando a acústica de acordo com cada apresentação. O Jornal britânico The Guardian publicou uma matéria colocando-a entre as dez melhores salas de concerto do mundo destacando as qualidades acústicas.

As visitas guiadas acontecem de segunda a sexta, às 13h e 16h30 e custam R$ 5. Aos sábados e domingos, são gratuitas e acontecem às 13h e 13h30. É preciso agendar no site. Para os concertos matinais, é necessário retirar ingressos durante a semana.

Sala São Paulo
Praça Júlio Prestes, 16, Campos Elíseos – estação Júlio Prestes CPTM.
Tel.: (11) 3367-9573.

Teatro Municipal

Foto: Ricardo Kleine.

Turistas e moradores ficam impressionados com a beleza e a riqueza de detalhes do Teatro Municipal de São Paulo. Apesar da suntuosidade, a maioria dos espetáculos tem preços acessíveis. Inaugurado, em 12 de Setembro de 1911, foi um verdadeiro acontecimento na cidade. Havia uma multidão de 20 mil pessoas que assistia a chegada dos ilustres convidados ao teatro. Os monitores vão contando detalhes da construção e eventos que marcaram época como a Semana de Arte Moderna de 1922 que contou com vários artistas e intelectuais como Mário de Andrade, Oswald de Andrade, Tarsila do Amaral, entre outros. Desde a sua abertura, o Teatro Municipal recebeu companhias de dança, óperas, peças de teatro do mundo todo. A visita percorre os principais salões, inclusive, a Sala de Espetáculos.

As visitas acontecem de terça a sábado e as inscrições são no mesmo dia a partir das 10 horas da manhã. Confira a programação no site.

Teatro Municipal
Praça Ramos de Azevedo, s/n – Centro – metrô Anhangabaú.
Tel.: (11) 3053-2092.

***
Parceria de conteúdo do São Paulo São com o blog Passeios Baratos SP . Editora: Patrícia Ribeiro. 

 

Tags

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email
No data was found

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Categorias

Cadastre-se e receba nossa newsletter com notícias sobre o mundo das cidades e as cidades do mundo.

O São Paulo São é uma plataforma multimídia dedicada a promover a conexão dos moradores de São Paulo com a cidade, e estimular o envolvimento e a ação dos cidadãos com as questões urbanas que impactam o dia a dia de todos.