Coletivos promovem ação em defesa dos rios nas margens do Tietê na ZN de São Paulo

A intervenção usa motivos de etnias dos povos originários que habitavam nas margens do rio e o utilizavam como meio de navegação.

O questionamento foi retirado de falas de lideranças indígenas e é um manifestado em defesa dos rios e respeito à natureza. O trabalho é um projeto dos coletivos Casadalapa, Paulestinos, Transverso e do artista visual Raul Zito.

A intervenção é um projeto da Casadalapa em parceria com os Paulestinos, Coletivo Transverso e o artista visual Raul Zito. Foto: Julio Dojcsar.

Pintura faz parte de projeto que começou em 2008. Foto: Satodobrasil.

Ao todo, serão quatro painéis nas dimensões de 6 de altura por 25 metros de largura, pintados na calha de retificação do Rio Tietê, entre as pontes da Casa Verde e a Ponte do Pequeri.

O trabalho faz parte da atual edição do Mar – Museu De Arte De Rua, lançada em dezembro de 2019 pela Prefeitura, e é uma das 30 obras de arte urbana feitas desde o ano passado em espaços públicos da cidade.

Intervenção na calha de retificação do Rio Tietê pede respeito ao rio e à natureza. Foto: Satodobrasil.

A pintura também integra o “Manifesto Capivara”, projeto que começou em 2008 e realiza intervenções em diversos espaços específicos do município.

Leia também: 

***
Fonte: G1 São Paulo / Edição: São Paulo São.

Tags

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email
No data was found

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Categorias

Cadastre-se e receba nossa newsletter com notícias sobre o mundo das cidades e as cidades do mundo.

O São Paulo São é uma plataforma multimídia dedicada a promover a conexão dos moradores de São Paulo com a cidade, e estimular o envolvimento e a ação dos cidadãos com as questões urbanas que impactam o dia a dia de todos.