Settimana della Cucina Regionale Italiana reúne chefs de 20 regiões da Itália na cidade

Cada um dos vinte chefs brasileiros receberá um profissional do país europeu para preparar, juntos, receitas genuínas da Itália. A Settimana tem o apoio da Italian Trade Agency (ITA) e do Ministério de Relações Exteriores da Itália.

“Não se trata de um festival. Essa é a maior iniciativa gastronômica de um país e de um governo, realizada no exterior, para resgatar sua origem, valores e tradições. O evento quer mostrar que a riqueza da cozinha italiana vai muito além do preparo de pizzas e massas, englobando também a qualidade e a diversidade dos ingredientes e a excelência, inovação e design de equipamentos e da indústria alimentícia”, explica Erica Di Giovancarlo, diretora da ITA para o Brasil. “A Settimana extrapola a fronteira gastronômica. Trata-se da apresentação de aspectos culturais das 20 regiões italianas, muitas das quais pouco conhecidas fora da Itália, mas com forte apelo histórico e grande potencial turístico”, completa.

A 5ª edição da Settimana terá novidades. A principal delas é a participação de três tradicionais restaurantes de São Paulo: Attimo, representando a região de Trentino-Alto Adige, Ristorantino, com pratos de Abruzzo e a Trattoria Fasano, apresentando a tradição da Úmbria.

Além deles, o evento inclui ainda o Aguzzo (Molise); Buttina (Lazio), Casa Santo Antônio (Calábria), Friccò (Valle d’Aosta), Maremonti (Lombardia), Pasquale (Veneto), Osteria del Pettirosso (Basilicata), Picchi (Marche), Piselli (Piemonte), Santo Colomba (Ligúria), Sensi (Friuli-Venezia Giulia), Spadaccino (Emilia-Romagna), Supra (Puglia), Terraço Itália (Toscana), Tre Bicchieri (Sicília), Vinarium (Campânia) e Vinheria Percussi (Sardenha), presentes em edições anteriores. Para escolhê-los, a organização levou em consideração três critérios: a italianità (características que permitam ao restaurante ser considerado italiano), instalações adequadas e proprietários alinhados aos objetivos do evento.

Outra grande novidade são os chefs italianos. Da lista dos 20 escolhidos, apenas Giacomo Campodonico, da Liguria, e Giordano De Stefano, da Calabria, já participaram da Settimana, “Em 2016, vamos investir na força do grupo e apostaremos em novos talentos gastronômicos que estão despontando na Itália”, explica Erica. Entre eles o jovem Giuseppe Pocchiari, de 26 anos, vencedor de diversos concursos.

No Picchi, uma das sugestões é o filé de porco ao vinho, servido com legumes crocantes. Foto: Johnny Mazzilli.

Durante os sete dias, serão oferecidas 160 receitas típicas de norte a sul da Itália. São oito por restaurante com ingredientes típicos. Entre eles o Lardo di Colonnata (toucinho delicado), da Toscana; o Pistacchio di Bronte, variedade de pistache de alta qualidade cultivado na Sicília e usado para o preparo de doces, sorvetes e produtos da salumeria; e o Bottarga (ovas de tainha secas), da Sardenha.

No menu de cada restaurante, o chef italiano vai propor oito pratos que devem sempre respeitar a tradição gastronômica da região apresentada: duas entradas; duas massas ou risotos; duas carnes ou peixes; e duas sobremesas. Os visitantes poderão escolher uma das opções de cada item. Erica reforça a importância dos chefs brasileiros na Settimana: “Eles poderão sugerir receitas que já fazem parte do cardápio e indicar aquelas que mais agradam o público. Também vão ajudar os italianos na busca por ingredientes específicos, indicando os melhores locais para aquisição”. Os valores do menu completo devem variar de R$ 60 a R$ 200, dependendo do horário – almoço ou jantar – e do local escolhido. Cada restaurante vai fixar seu preço para o menu completo.

No Aguzzo, um dos pratos é a costela de cordeiro empanada com maionese de laranja. Foto: Johnny Mazzilli.

Segundo Erica, um dos grandes legados do evento é o intercâmbio entre profissionais brasileiros e italianos. “Feitas a quatro mãos, algumas receitas podem ser aprimoradas com a simples troca de um ingrediente ou até exclusão de produtos não tão fundamentais”, diz a diretora da ITA, enfatizando que muitos pratos apresentados durante a Settimana são bem aceitos pelo público e passam a integrar definitivamente o cardápio do restaurante. A expectativa dos organizadores e dos restaurantes é que o movimento aumente 30% durante e após o evento.

Além da presença de chefs italianos em tradicionais restaurantes da capital paulista, a 5ª Settimana Della Cucina Regionale Italiana promoverá uma série de ações e agitará o calendário gastronômico da cidade de São Paulo. No dia 17 de outubro, o Italian Culinary Institute for Foreings (ICIF), escola com sede em Piemonte, organizará um concurso de massas na ETEC Paula Souza, onde jovens chefs apresentarão suas receitas. Já entre os dias 18 e 20 de outubro, o Istituto Italiano di Cultura realiza debates e conferências sobre a gastronomia italiana. E no dia 19, haverá degustação de vinhos italianos na Associação Brasileira de Sommeliers (ABS). Durante toda a semana, também haverá promoções e degustações de produtos italianos em pontos de venda a serem definidos.

Confira a programação, chefs e restaurantes da Settimana: http://www.settimanacucinaitaliana.com.br/

***

Com informações da Voice Comunicação Institucional

Tags

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email
No data was found

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Categorias

Cadastre-se e receba nossa newsletter com notícias sobre o mundo das cidades e as cidades do mundo.

O São Paulo São é uma plataforma multimídia dedicada a promover a conexão dos moradores de São Paulo com a cidade, e estimular o envolvimento e a ação dos cidadãos com as questões urbanas que impactam o dia a dia de todos.