Vila dos Idosos é moradia modelo para 3ª idade em São Paulo

De lá pra cá são 175 moradores, que habitam 145 unidades, sendo 55 apartamentos de 1 quarto, sala, cozinha e banheiro e 90 quitinetes.

Hoje a Vila funciona com 4 seguranças: dois durante o dia e dois durante a noite.

Moradora antiga

A aposentada Neide Duque Silva – foto acima, no espelho d’água da Vila dos Idosos – conversou com o Jornal da 3ª Idade.

Ela é uma das mais importantes lideranças do movimento de moradia da capital, que lutou pela Vila de onde é moradora desde a inauguração. Neide trabalhou durante muitos anos nos bastidores da Cultura e das Artes, é conselheira municipal do GCMI- Grande Conselho Municipal do Idoso de São Paulo e membro do GARMIC- Grupo de Articulação para Moradia de Idosos da Capital.

Ela conta que que está na Vila desde 2007 e que o projeto de locação social é modelo pra todo o Brasil.

Novos moradores se encontram na Vila dos Idosos, em São Paulo. Foto: Carolina Iskandarian / G1.

Como fazer parte

Pra fazer parte do projeto, os interessados tem que se inscrever na Cohab. A lista é feita e acompanhada éla GARMIC, organização de idosos que luta por moradia e que busca junto ao poder público e a instituições da sociedade civil a criação de políticas públicas para a população idosa de baixa renda, em São Paulo.

Dona Neide explica que a Vila dos Idosos é voltada exclusivamente para pessoas com mais de 60 anos, que tenham uma renda comprovada de até três salários mínimos.

As pessoas pagam aluguel e condomínio – ainda que subsidiado – muito menores que os valores de mercado, mas que são compromissos que não podem ser abandonados, como em qualquer condomínio.

Vila dos idosos tem espelho d´água e jardim. Foto: Carolina Iskandarian / G1.

Custo

A pessoa idosa paga 10% do seu rendimento. Se ela ganha um salário mínimo, que hoje é de R$880,00 ela vai pagar R$88,00. E isso vale para todos, até três salários mínimos.

O condomínio é R$35,00. Na locação social não é o valor do imóvel no mercado o mais importante. É o valor da aposentadoria do idoso e as suas necessidades nessa fase da vida, depois de ter contribuído por muitos anos com seus impostos e o seu trabalho.

“A Vila dos Idosos não é um asilo nem uma casa de repouso é um projeto de locação social”, salienta dona Neide. Tanto não é uma casa de repouso que os moradores tem contrato com a Prefeitura de São Paulo, que é renovado a cada 4 anos.

A aposentada explica: “Nosso direito é de usufruto. O idoso mora a vida inteira, mas não é propriedade de ninguém. Assim após um falecimento é aberta uma nova vaga para quem está na fila de espera. No caso de apartamento de ocupação dupla, fica garantida a continuidade de quem já compartilhava.”

Recentemente,  profissionais da Defensoria Pública de São Paulo, da Secretaria Municipal de Habitação, da Prefeitura de São Paulo e da COHAB – Companhia Metropolitana de Habitação fizeram uma audiência pública no local pra esclarecer o que é uma locação social e tirar dúvidas dos moradores sobre o condomínio.

O encontro com o tema “A locação social como forma de efetivação do direito à moradia” fez parte da programação da Defensoria Pública de São Paulo, na Semana Nacional de Defesa do Direito à Moradia.

Onde fica

Vila dos Idosos – Av. Carlos de Campos, 840, no antigo bairro industrial do Pari – São Paulo.

***

Com informações do Jornal da 3ª Idade e Prefeitura de São Paulo.

Tags

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email
No data was found

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Categorias

Cadastre-se e receba nossa newsletter com notícias sobre o mundo das cidades e as cidades do mundo.

O São Paulo São é uma plataforma multimídia dedicada a promover a conexão dos moradores de São Paulo com a cidade, e estimular o envolvimento e a ação dos cidadãos com as questões urbanas que impactam o dia a dia de todos.